lampada

UE bane lâmpadas incandescentes

Redação Olhar Digital 28/08/2009 15h09
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Medida prevê que, até 2020, cerca de um milhão de toneladas de CO2 deixem de ser emitidos

A partir de setembro, as lâmpadas incandescentes de 100W não poderão mais ser vendidas nos países membros da União Européia. A medida é parte do projeto que pretende banir, em até três anos, o uso das lâmpadas quentes no bloco.

A multa para os comerciantes que importarem os produtos é de €5,5 mil, o equivalente a R$15 mil. No entanto, os lojistas poderão vender os produtos até acabarem seus estoques. Muitos europeus, contrários a proibição, começaram a estocar em casa as lâmpadas, o que gerou aumento das vendas. Em apenas seis meses o crescimento foi de 34%.

A medida foi aprovada em dezembro do ano passado e tem como objetivo conscientizar a população a usar equipamentos que consumam menos energia e agridam menos o ambiente.

As lâmpadas fluorescentes gastam 80% menos de energia e têm vida útil até dez vezes maior. A medida prevê que cerca de um milhão de toneladas de CO2 deixem de ser emitidos na atmosfera até 2020.

TI Verde
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você