UE remove filtros anti-pornografia, mas Reino Unido se recusa a cumprir

No início desta semana, a União Europeia decidiu pela extinção dos filtros pornográficos estabelecidos em 2013 pelo ministro inglês David Cameron, para famílias que possuem crianças. A lei vai exigir que os provedores removam os filtros que impedem que as pessoas acessem conteúdos adultos na internet.

Nesta sexta-feira, 30, Cameron declarou que o Reino Unido não pretende cumprir a exigência. "É extremamente importante que permitamos que os pais consigam proteger seus filhos", declarou o ministro. Ele afirmou também que obteve um acordo com a União Europeia para que os filtros continuem ativos, pelo menos por enquanto.

A decisão também deve cortar as tarifas de roaming na Europa, já que a nova lei estabelece que os provedores "tratem todo o tráfego de maneira igual, sem discriminação, restrição ou interferência e independente do conteúdo acessado ou distribuído". Com isso, as empresas não poderão bloquear o acesso a nenhum conteúdo específico, a não ser que a página seja ilegal.

Via BusinessInsider

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ