Vai comprar iPhone na Black Friday 2017? Veja qual é o modelo ideal para você

A Black Friday 2017 deve ser um dos melhores momentos do ano para comprar um novo celular. E os iPhones costumam ficar entre os dispositivos mais procurados ao longo do ano, embora não sejam baratos. Faz sentido, portanto, que muita gente procure por smartphones da Apple nesse período em que as lojas oferecem descontos.

Mas há muitos modelos de iPhone disponíveis no mercado atual. E para alguém que não conheça muito bem o histórico da Apple e não esteja por dentro dos últimos lançamentos da marca, pode ser difícil saber qual comprar. Também não ajuda o fato de que os "nomes" do iPhone nada mais são do que números e letras.

Por isso, montamos abaixo um guia para ajudar quem estiver interessado em comprar iPhones durante a Black Friday 2017. Abaixo, citamos os principais modelos disponíveis no mercado, com estimativas dos preços pelos quais eles serão oferecidos, indicações sobre quais cuidados tomar e sugestões de quais perfis de usuários serão melhor atendidos por cada um deles.

Se você pretende buscar por iPhones nos próximos dias, portanto, veja abaixo qual deles é o mais indicado para você:

Reprodução

iPhone X

Esse é o mais fácil de não recomendar. Mesmo no site oficial da Apple, o iPhone X ainda não está disponível no Brasil. Se você vir alguma oferta relacionada ao iPhone X, fique muito esperto: ela provavelmente virá de uma loja ou de uma pessoa que deu um jeito de comprar o celular fora do Brasil e revendê-lo por aqui.

Nesse caso, é necessário prestar atenção em duas coisas. Primeiramente, a venda dificilmente será feita por meio de um canal tradicional e de um processo totalmente legal; afinal, a pessoa precisaria pagar imposto para trazer o dispositivo para cá e para revendê-lo. E, em segundo lugar, por tratar-se de uma venda feita dessa maneira, você provavelmente não terá acesso a garantias de qualquer tipo após a compra.

É muito provável, portanto, que as ofertas de iPhone X sejam apenas "iscas" para golpes. Se você pretende adquirir o dispositivo mais avançado da Apple, o jeito será esperar até 8 de dezembro, quando ele será disponnibilizado por aqui. Ou então encontrar alguém de confiança que vá viajar para o exterior e que possa comprá-lo para você por lá. Mas, mesmo assim, ele provavelmente não encontrará nenhuma oferta, e você não terá, no Brasil, a garantia do aparelho comprado fora.

 

Reprodução

iPhone 8 / 8 Plus

Junto com o iPhone X, a Apple anunciou também os iPhones 8 e 8 Plus, que já estão disponívels no Brasil, pelo site oficial da Apple, por preços de R$ 4.000 (pelo iPhone 8 com 64 GB de armazenamento) até R$ 5.400 (pelo iPhone 8 Plus com 256 GB de armazenamento). Eles são basicamente versões melhoradas do iPhone 7 e 7 Plus, com design muito parecido mas com hardware atualizado.

Durante a Black Friday, caso esses iPhones recebam algum desconto em alguma loja, ele não deve ser muito grande. O iPhone 8 mais barato não deve chegar muito abaixo dos R$ 3.500, com os modelos mais caros provavelmente mantendo-se na casa dos R$ 4.000 - com o desconto já aplicado. Isso porque, tratando-se de modelos mais novos, as lojas não vão querer vendê-los com desconto tão facilmente assim.

Mesmo assim, para quem quer trocar de celular nessa época e quer o melhor celular da Apple disponível, essa é a melhor opção. Os descontos, por menores que sejam, devem mesmo assim garantir aos novos aparelhos seu menor preço em muitos meses. E o iPhone X, como mencionamos acima, ainda não está disponível no Brasil, e comprá-lo representa um grande risco.

Só fique atento se você encontrar os iPhones 8 ou 8 Plus por preços miraculosamente baixos. Como já dito, eles são aparelhos novos e dificilmente aparecerão em promoções; por isso, se você vir algum desconto muito grande no preço deles, desconfie: há grandes chances de tratar-se de algum tipo de golpe, ou de alguém que comprou o aparelho lá fora e trouxe-o para cá. E, nesse caso, mesmo que a venda seja real, você pode ficar sem garantia.

 

Reprodução

iPhone 7 / 7 Plus

Agora com mais de um ano de idade, os iPhones 7 e 7 Plus são o segundo iPhone mais recente que se pode comprar no Brasil por vias tradicionais. Eles estão à venda no site da Apple por preços de R$ 3.200 (iPhone 7 com 32 GB) até R$ 4.300 (iPhone 7 Plus com 128 GB). E eles também deve aparecer em alguns descontos durante a Black Friday.

Desde antes da data de compras, aliás, já era possível encontrar algumas promoções que descontavam os preços dos celulares. Na Black Friday, porém, deve ser possível encontrar o iPhone 7 por preços por volta de R$ 2.500, e o iPhone 7 Plus por preços entre R$ 3.000 e R$ 3.500. Os dois aparelhos, vale notar, ainda estão entre os mais potentes do mercado, o que significa que mesmo esse investimento vultoso neles seria justificável.

Para quem quer um celular muito bom e encontrou uma boa oferta, os dois modelos, por essa faixa de preço, são boas compras. Quem quiser o iPhone mais potente do mercado precisará investir mais para comprar o 8 ou o 8 Plus, no entanto. E quem quiser gastar menos precisará começar a olhar para o 6s e para o 6s Plus, que são modelos mais simples e já um pouco defasados.

É possível que preços menores que os citados acima apareçam em algumas ofertas. E como os dois modelos já foram lançados há mais de um ano, é possível também que trate-se de aparelhos usados em bom estado. Nesse caso, vale prestar atenção e tomar os devidos cuidados com ofertas suspeitas. E lembrar de que celulares usados podem estar já sem garantia.

 

Reprodução

iPhone 6s / 6s Plus

Lançados em 2015, os iPhones 6s e 6s Plus já têm dois anos nas costas, mas continuam sendo aparelhos bem capazes - e meio caros. No site da Apple, eles podem ser comprados por preços que vão desde R$ 2.500 (pelo iPhone 6s com 32 GB) até R$ 3.500 (pelo 6s Plus com 128 GB).

Em outros sites, no entanto, deve ser possível achar eles com preços bem mais acessíveis. Com dois anos de idade, os celulares podem cair a preços capazes de fazê-los competir com os dispositivos intermediários lançados neste ano. E, em muitos aspectos, eles têm performance e recursos comparáveis com esses aparelhos.

Por outro lado, são celulares que já têm dois anos de idade. As versões mais recentes dos sistemas operacionais da Apple foram desenvolvidas para rodas com aparelhos mais rápidos, e alguns usuários já relatam que a atualização para o iOS 11 provocou problemas em aparelhos mais antigos. Lerdeza, travamentos e perda de vida útil da bateria são os relatos mais comuns.

Ainda assim, são problemas de software que a Apple pode muito bem resolver por meio de atualizações - e, de fato, a empresa costuma resolver esses problemas. Assim, se você estiver afim de comprar um iPhone na Black Friday e não quiser gastar muito, esses dois dispositivos podem acabar sendo boas opções.

 

Reprodução

iPhone SE

O iPhone SE é um pouco mais recente que o iPhone 6s, mas usa os mesmos componentes que ele. Ele foi o último iPhone de 4 polegadas que a Apple lançou, e é também o iPhone mais barato que você pode comprar pela loja oficial da empresa. Ele custa R$ 2.000 (pela versão de 32 GB) ou R$ 2.500 (pela de 128 GB).

Durante a Black Friday, deve ser possível achá-lo por preços bem menores: R$ 1.500 ou até menos, em alguns casos. Como ele é menor que a maioria dos iPhones disponíveis atualmente, ele acabará sendo o celular da Apple mais barato do mercado. Mas o hardware dele é o mesmo do iPhone 6s, o que significa que você não perderá muito em termos de performance se optar por ele em vez dos celulares maiores da empresa.

Também é possível que você encontre ofertas de modelos usados e restaurados do iPhone SE por preços ainda menores. Mas nesse caso, você precisa ficar esperto para ver se não estão tentando te vender um iPhone 5s pelo preço de um iPhone SE. Isso pode acontecer porque os dois modelos são muito parecidos. As diferenças são que o SE tem o logo da Apple brilhante na traseira, tem os cantos chanfrados em coloração fosca e está disponível na cor "Rose Gold".

Nesse caso, fique esperto: o processador do SE é o A9, em vez do A7 do iPhone 5s, e o SE tem 2 GB de RAM contra 1 GB do 5s. A câmera traseira do SE tem 12 MP em vez dos 8 MP da câmera traseira do 5s, e o nome do modelo aparece escrito na traseira, então vale a pena prestar atenção nisso também. Mas se você quer comprar o iPhone mais barato no mercado atual - e não liga para uma tela pequena o SE é a opção para você.

 

Reprodução

Outros modelos

Se você encontrar outros modelos de iPhone à venda na Black Friday (como o 6, o 5s, o 5c ou o 5), lembre-se de que eles precisam custar menos do que R$ 1.500 (o preço com desconto do iPhone SE) para valer a pena. Afinal, eles serão modelos com configurações bem mais modestas que os iPhones atuais, e por um preço maior que esse você pode comprar um iPhone mais recente - ou um Android deste ano.

Mas, nesse caso, você precisa ficar atento para o seguinte: esses modelos já não são mais vendidos pela Apple, o que sugere que a empresa pode acabar deixando-os para trás em relativamente pouco tempo - se é que já não o fez, como aconteceu com o iPhone 5.

Isso significa que eles não receberão mais atualizações da iOS, e por isso não poderão acessar os novos recursos que a Apple incluir no sistema. Também significa que será mais difícil buscar assistência técnica oficial para eles - e considerando que esses modelos já têm mais de dois anos e meio de idade, assistência técnica pode ser uma necessidade.

Se mesmo tendo tudo isso em mente você ainda quiser comprar um iPhone, garanta pelo menos que trata-se de um negócio muito bom. Pode acabar valendo mais a pena juntar dinheiro para comprar um modelo mais novo no futuro do que investir agora em um dispositivo que se tornará rapidamente obsoleto.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ