Worm é um dos supercomputadores mais poderosos do mundo

Com milhões de computadores a serviço, o Storm tem poder de processamento inimaginável sob comando de seus criadores.

De acordo com cálculos feitos por Peter Gutman, um cientista da computação neozelandês, a rede de milhões de computadores infectados com o “worm” Storm pode ser considerada como um dos 10 supercomputadores mais poderosos do mundo. Peter estima o tamanho da rede como contendo o equivalente a entre 1 e 10 milhões de processadores Intel Pentium 4 de 2.8 GHz e um total entre 1 e 10 Petabytes de RAM. Um Petabyte é o equivalente a 1.000 Terabytes, ou um milhão de Gigabytes. Embora a rede atualmente seja usada principalmente para a distribuição de spam e expansão própria, tal poder computacional poderia ser facilmente aproveitado para solucionar problemas considerados impossíveis por uma única máquina, como a quebra de chaves criptográficas de alta complexidade usadas em comércio eletrônico, sistemas bancários e segurança em governos de todo o mundo. O Storm Worm foi identificado em 17 de Janeiro deste ano pela F-Secure, e em apenas 5 dias já era responsável por 8% das novas infecções de computadores globalmente. Ele se espalha por e-mail, em mensagens com uma variedade de assuntos e um arquivo anexo, que infecta o micro quando aberto. Windows 2000, XP e Vista são vulneraveis. Os software anti-vírus mais recentes são capazes de identicar e impedir a instalação do worm, mas sua remoção de máquinas já infectadas é complexa.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ