radiação celular

Xiaomi domina lista de celulares que emitem mais radiação; veja o ranking

Renato Santino, editado por Daniel Junqueira 27/08/2019 14h40
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Governo alemão alimenta um banco de dados enorme sobre os aparelhos celulares e a radiação por eles emitida

O smartphone que você carrega de um lado para o outro, sempre no bolso, na mão ou encostado na sua cabeça, do lado da sua cama ou debaixo do travesseiro durante a noite, é um pequeno emissor de radiação que, há anos, mexe com a curiosidade de cientistas.

Afinal, nenhum estudo publicado até hoje conseguiu concluir com certeza se o nível de radiação emitido por smartphones faz mal ou não para o ser humano. Ainda assim, algumas agências regulatórias pelo mundo catalogam essa informação.

É o caso do Ministério da Proteção contra Radiação (BfS, na sigla em alemão), um órgão federal da Alemanha que alimenta um extenso banco de dados, publicamente acessível, de smartphones vendidos oficialmente no país e a radiação emitida por eles.

O instituto de pesquisa Statista elaborou um infográfico que mostra quais smartphones emitem mais radiação, de acordo com as análises do BfS sobre a taxa de absorção específica (SAR, na sigla em inglês), um método utilizado mundialmente. Os dados mostrados abaixo são relativos ao momento em que o aparelho celular está colocado sobre o ouvido do usuário.

Reprodução

O ranking levou em consideração modelos razoavelmente recentes que estavam disponíveis no mercado até o dia 13 de agosto deste ano. A empresa também levou em consideração apenas marcas de celulares de maior renome, incluindo Apple, BlackBerry, Fairphone, Google, Honor, HTC, Huawei, LG, Motorola, Nokia, OnePlus, Samsung, Sony, Xiaomi e ZTE.

A taxa de absorção específica estabelece um valor, medido em watt por quilograma, de radiação absorvida por tecido biológico. Ou seja, esse número expressa quantos watts de radiação eletromagnética são absorvidos a cada quilo do corpo humano.

Dá para notar que o ranking é recheado de marcas chinesas, com destaque em especial para a Xiaomi, que ocupa as duas primeiras posições. O líder é o Mi A1, um celular de Android, seguido de perto pelo Mi Max 3. Na sequência está o OnePlus 6T, enquanto HTC U12 Life aparece na quarta colocação. A Xiaomi aparece novamente fechando o top-5 com o Mi Mix 3.

Boa parte dos aparelhos mencionados no ranking não estão à venda oficialmente no Brasil, vale notar. Entre os aparelhos que chegaram a ter distribuição nacional estão iPhone 7 e 8, o Mi 9 da Xiaomi e Xperia XZ1 Compact da Sony.

Celulares Smartphones smartphone radiação Celular
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você