xiaomi

Xiaomi rouba trabalho de artista, incluindo obra encomendada pela LG, afirma site

Camila Rinaldi, editado por Rui Maciel 19/06/2019 06h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Campanha promocional da Espanha usa 3 obras de arte 3D e sequer pede permissão para artista

A equipe de marketing da Xiaomi precisa rever alguns conceitos de ética. Segundo denúncia do canal The Verge, a gigante chinesa de eletrônicos parece ter roubado descaradamente três obras de arte 3D para promover alguns dispositivos na Espanha. Pior do que isso, roubou inclusive as artes da mesma artista utilizadas em uma campanha comissionada pela LG.


A imagem utilizada pela equipe da Xiaomi na Espanha é essa que vemos abaixo. Como é possível perceber, temos diferentes aparelhos na imagem, valores e a data de término da promoção, bem como o botão para conferir a campanha no site da companhia:

mi_hogar_xiaomi_2.0

Agora, veja a imagem da obra de arte 3D, de Peter Tarka, criada em 2018:

Sim, é surpreendente ver uma empresa do tamanho da Xiaomi usurpando de forma tão descarada uma obra e aindo colocando-a em seu site oficial. Estamos em 2019, quando procurar imagem no Google não significa livre de direitos autorais. Porém, a coisa fica um pouco mais constrangedora para a Xiaomi.

Acontece que a LG já havia usado as obras de Peter Tarka em uma campanha publicitária no passado e, pasmem, pagou pelo uso das imagens. Na imagem que a Xiaomi deliberadamente utiliza em sua promoção, vemos uma poltrona verde no canto esquerdo e uma lâmpada no canto superior direito, essas ilustrações foram criadas por Tarka a pedido da LG:

Preste atenção na poltrona

Aqui temos a lâmpada usada na publicidade da Xiaomi

É claro que o artista não está gostando nada dessa história e, inclusive, criou uma animação que mostra claramente o roubo de três de suas obras, incluindo àquelas usadas por ele na campanha para a LG: 

De acordo com a declaração de Peter ao site, nenhum representante da Xiaomi sequer entrou em contato com ele para solicitar o uso das imagens: "Tenho 100% de certeza de que eles usaram minhas peças porque tudo combina perfeitamente, eles só mudaram a saturação e retocaram [alguns] elementos para não torná-lo tão óbvio." 

O canal entrou em contato com a Xiaomi, porém, até o momento, ainda não recebeu uma resposta.

Sinceramente, esse é um erro primário, que a equipe de marketing da empresa, ou qualquer agência terceirizada que desenvolveu a campanha para a fabricante jamais deveria cometer. Se confirmado que Peter Tarka não foi contatado, isso é roubo e a Xiaomi deve emitir uma nota de desculpas e mesma pagar ao artista e à LG o que lhes é de direito. Você concorda?

LG promoção xiaomi
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você