YouTube perde anunciantes após escândalo com vídeos inadequados para crianças

O YouTube está enfrentando mais uma debandada de anunciantes. Após denúncias de exibição de conteúdo inadequado para crianças e de comentários abusivos, marcas como a HP e Mars retiraram as suas propagandas da plataforma de vídeos do Google. A decisão foi tomada mesmo após o YouTube anunciar que fecharia o cerco contra esse tipo de conteúdo e desmonetizaria os canais responsáveis.

Ao longo dos últimos dias, o Google voltou a enfrentar pressão da sociedade e de anunciantes após denúncias de que conteúdos impróprios estavam sendo sugeridos para crianças no YouTube Kids. Os vídeos não oficiais envolvem personagens infantis populares em situações inapropriadas, com violência e uso de palavrões, mas que conseguiam enganar o algoritmo do site.

O YouTube também foi questionado por gravações nas quais crianças são mostradas em situações abusivas, amarradas, sendo humilhadas ou interagindo com adultos de forma inadequada. Além disso, o portal tem sido criticado pela falta de ação contra remoção de comentários pedófilos ou com tom inapropriado.

Em notas, as marcas anunciaram que as propagandas foram retiradas até que o YouTube tome medidas apropriadas para proteger as crianças, de acordo com a publicação do Engadget. Na última semana, o site de vídeo anunciou uma mudança nas suas regras, com endurecimento e cerco contra canais que postem vídeos com crianças em situações abusivos ou usem personagens infantis em situações inadequadas.

Esta é a segunda vez em poucos meses que o YouTube sofre com a perda de anunciantes. Em maio, o site de vídeos teve que remover a monetização de vídeos com discurso de ódio ou com uso de linguagem ofensiva após diversas empresas abandonarem a plataforma.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ