YouTube testa picture-in-picture no Android sem depender de assinaturas Red

Desde a introdução do Android 8.0 (Oreo), o sistema operacional possui uma ferramenta de PiP (picture-in-picture) nativa, que permite ao usuário acompanhar vídeos enquanto usa outros apps no celular. No entanto, desafiando a lógica, o YouTube limitou a função, habilitada apenas para assinantes do YouTube Red. Isso pode estar mudando, no entanto, como mostra um novo teste identificado por alguns usuários do app.

A decisão de limitar o recurso tem a ver com direitos autorais, especialmente para vídeos musicais, que também são o motivo pelo qual o YouTube não permite que você deixe algum conteúdo em reprodução com a tela desligada. Assim, como nota o Android Police, é compreensível que você suspeite que haja alguma “pegadinha” envolvida. E você estaria certo.

Reprodução

Os autores de vídeos terão a opção se querem ou não que seu conteúdo possa ser reproduzido em PiP. Os usuários que tiveram acesso ao recurso sem ter a assinatura do YouTube Red mencionam que a maioria dos vídeos musicais tiveram a reprodução em PiP bloqueada.

 

Por enquanto, se trata de um teste limitado e feito com base em um ajuste nos servidores do Google, então não há como acessar a função instalando um APK, por exemplo. Não se sabe quais são os planos do Google para expandir o recurso à toda a sua base de usuários, mas é fato que os usuários precisam rodar o Android 8.0 ou superior para ter acesso à função, já que versões anteriores não suportam PiP.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ