Zuckerberg retira crítica ao governo brasileiro em post sobre Whatsapp

Na última quinta-feira, 17, até Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, lamentou o bloqueio temporário do aplicativo Whatsapp no Brasil. Em um post na rede social, o CEO (que também é dono do app de mensagens) deixou uma leve crítica ao governo brasileiro, que acabou sendo editada posteriormente.

Na postagem original, Zuckerberg escreveu: "Se você é brasileiro, por favor faça sua voz ser ouvida e ajude seu governo a refletir a vontade do povo". Acontece que o bloqueio ao Whatsapp partiu de uma ordem do Poder Judiciário, sem qualquer relação com o Palácio do Planalto ou o governo federal.

Após a edição, o trecho diz: "Se você é brasileiro, por favor faça sua voz ser ouvida", sem qualquer menção ao governo. De acordo com a coluna "Painel", do jornal Folha de S. Paulo, a mudança teria sido feita após contato do Palácio do Planalto com o Facebook, explicando a situação.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ