Microrrobôs conseguem se mover de forma autônoma com ajuda de bactérias

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Drexel desenvolveu uma técnica que permite o descolamento de microrrobôs usando bactérias flageladas.

A tecnologia usa um microorganismo flagelado que normalmente está associado com o trato urinário e a infecções respiratórias que transporta uma carga negativa. Através da carga, é possível mover os pequenos robôs por meio de campos elétricos.

A equipe conseguiu criar um algoritmo que permite às máquinas minúsculas detectar e evitar distorções no campo elétrico. Através desse mesmo método, os robôs conseguem desviar de obstáculos que possam aparecer em seu caminho.

O professor responsável pela pesquisa informou que a tecnologia é um passo importante, já que com ela seria possível levar medicamentos para lugares específicos do corpo.

Via Engadget.  

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese