Conheça o mercado dos engenheiros projetistas 3D

A evolução dos softwares 3D está abrindo portas para profissionais especialistas em modelação. Eles são os responsáveis por substituir os protótipos físicos por desenhos em três dimensões bastante próximos do produto real.

O projetista sênior Décio Dalmolim, da Perfilpolimer, conta que para criar um projeto 3D é necessário um calculista, que checa a viabilidade do projeto baseado em números, e o projetista, que vai transformar a informação numérica em desenho.

"Este é ainda um profissional ‘raro’ e com baixa ocorrência de vagas. As empresas nem sempre os chamam de ‘projetista’ e as atividades estão designadas através de outros cargos", comenta Mayra Fragiacomo, consultora de carreira.

O conhecimento nos softwares é requisito básico, assim como entedimento do processo de fabricação. Mas o projetista sênior lembra que não é necessário experiência em todos os programas do mercado.

"O software é como uma enxada. Existem vários modelos, mas você consegue manusear todos. A base do projeto 3D é a mesma, é possível desenhar em softwares diferentes", comenta.

Ainda assim, Dalmolim sugere que os profissionais saibam mexer no Solid Works e Solid Edge, já que ambos são os mais populares no mercado. Já a consultora lembra que outros softwares também são solicitados: MS Project, AutoCAD, 3D Flash Animator, 3D Studio Max e pacote Adobe CS4.

Os salários variam muito de empresa para empresa, justamente pelas atividades estarem atreladas a outras vagas. Mas o projetista revela que a faixa salarial vai de R$ 2 mil a R$ 6 mil.

 

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ