Pinterest

Pinterest reconhece que também precisa ser uma empresa mais inclusiva

Leonardo Pereira 25/07/2014 09h54
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Ao longo das últimas semanas várias empresas divulgaram relatórios sobre seus quadros de funcionários, revelando o quanto a indústria de tecnologia ainda precisa crescer em termos de inclusão. Agora chegou a vez do Pinterest.

A rede social tem a maior taxa de participação feminina entre as empresas grandes, sendo que elas correspondem a 40% do quadro de funcionários. Supera até o Yahoo, que é comandado por uma mulher. Elas ainda são minoria nas áreas de liderança (apenas 19% do total), tecnologia externa (21%) e interna (32%). Mas, em compensação, ocupam 66% das posições relacionadas a negócios.

Assim como visto no Google, no Facebook, no Yahoo e no Twitter, brancos e asiáticos são maioria no Pinterest por serem donos de 50% e 42% dos cargos, respectivamente. Os negros correspondem somente a 1% do total, enquanto os latinos são 2%.

Tracy Chou, engenheira de software da companhia, lembra em nota que foi por sua causa que começou essa onda de divulgações, pois em outubro passado ela cobrou que a indústria fosse mais transparente a respeito de suas políticas de inclusão. Desde então mais de 150 startups atenderam ao chamado, assim como as grandes empresas - todas reconhecendo que precisam melhorar.

No Pinterest não é diferente. Embora tenha números mais favoráveis em relação às mulheres, a diversidade étnica ainda é bem baixa por lá.

empresa Empresas pinterest
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você