Acer vai vender projetores no Brasil após queda brusca de vendas em PCs

Sob o pretexto de querer oferecer cada vez mais opções para o consumidor brasileiro, a Acer incluiu projetores multimídia no seu portfólio de vendas, um produto diferente dos que está acostumada a vender por aqui. A apresentação da novidade foi feita nesta quarta, 23, em São Paulo, pelo CEO Global da companhia, Jason Chen.  

A empresa também mostrou outras novidades que almeja emplacar no Brasil a partir de novembro de 2015, como uma linha de produtos específica para jogos, a "Predator" e a tradicional "Aspire", que agora tem em seu plantel o um Cloudbook com Windows 10, versão semelhante ao Chromebook, só que administrado pela Microsoft. 

Reprodução

Ao todo, serão 30 produtos novos disponíveis a partir de novembro - sem data específica definida. Preços também não foram revelados, pois devem variar de acordo com a taxa cambial brasileira.

Projetores

A entrada da Acer nesse novo nicho de mercado parece ser uma estratégia para superar a crise que o mercado de PCs sofre no Brasil. Pesquisas apontam que as vendas de notebooks e desktops caíram 38%. Um cenário nada favorável para uma empresa cujo os principais produtos são os mesmos que estão sendo deixados de lado pelo consumidor em tempos de crise.

Quatro modelos de projetores devem estar disponíveis a partir de novembro no Brasil: C205, P1185, P1283 e S1315. O C205 é o dispositivo com mais inovações aparentes; leve e portátil (um pouco maior que a palma de uma mão), tem alto falantes integrados e conexão Wireless, o que torna seu uso possível até mesmo com smartphones - uma baita mão na roda pra quem usa esses dispositivos em palestras e apresentações.

Reprodução

O CEO da Acer no Brasil, Germano Couy, declarou que esses aparelhos serão importados e terão sim seus preços afetados pela atual taxa de câmbio brasileiro. Entretanto, trazer a produção para território nacional é um objetivo da empresa, assim como emplacar seu nome no mercado de projetores, embora não haja data definida para isso acontecer.

Notebooks

Entre os notebooks de entrada da linha "Aspire" está o "Aspire ES 1 Cloudbook", modelo que lembra um Chromebook, devido ao seu espaço menor e hardware mais modesto, e roda o Windows 10, permitindo também operações offline. Também integram essa linha os modelos conversíveis "R11" e "R13", que possuem dobradiças e permitem diversas formas de operação.

Outro modelo que a Acer quer popularizar é o "AZ1 All-In-One", que une monitor e computador em um só dispositivo com tela de 19,5". Segundo o diretor Jason Chen, a Acer identificou uma demanda por dispositivos assim no mercado brasileiro e pretende ser a principal fornecedora desse tipo de produto por aqui.

Reprodução

Produtos para jogos

A Acer também quer conquistar mais espaço entre os aficionados por games, com uma linha que apresenta notebooks, desktops e monitores específicos para jogos – um mercado que, na contramão do mercado de PCs, viu suas vendas crescerem 66% no país. A série de produtos "Predator" traz notebooks com design geométrico voltados para alto desempenho em jogos.

Mas os destaques ficam por conta do monitor curvo de 34'', que deverá estar disponível no mercado a partir de novembro, e um tablet, também voltado para gamers, com hardware parrudo e design atraente. 

Reprodução

Reprodução

Alta do dólar


Couy desanimou ao falar sobre a cotação da moeda americana no Brasil e esse foi um dos fatores que impossibilitou a divulgação dos preço da nova linha de produtos, já que o p final dos produtos pode variar de acordo com o câmbio até o lançamento. 

A Acer também não sinalizou data específica em que disponibilizará os 30 novos produtos por aqui, entretanto, a previsão de chegada dos dispositivos é em meados de novembro, informação confirmada por Jason Chen.  

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ