Amazon começará a vender processadores

A empresa israelense Annapurna Labs, comprada pela Amazon no ano passado por US$ 350 milhões, anunciou ontem que começará a vender processadores com a arquitetura Alpine, característica dos produtos da Amazon.

Segundo a empresa, os chips poderão ser usados em aparelhos como roteadores WiFi, dispositivos de armazenamento (como HDs externos) e aparelhos domésticos conectados. A venda dos processadores será feita diretamente para as fabricantes interessadas, e não será aberta ao público em geral. 

A Bloomberg considera que a entrada da Amazon nesse ramo pode representar um desafio para a Intel, que atualmente domina o mercado de processadores para infraestrutura de data-centers. Por outro lado, a oferta inicial de dispositivos da Amazon é voltada primariamente para sistemas consideravelmente menos potentes do que aqueles com os quais a Intel costuma trabalhar.

Além dos processadores em si, a Annapurna Labs também comercializará kits de desenvolvimento de hardware. Esses kits permitirão que desenvolvedores e engenheiros modifiquem e otimizem os chips para funcionar da maneira que melhor lhes atenda. 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ