Olhar Digital Pro

Tim Cook

Apple destaca migração recorde de Android para iPhone

Thiago Brizola, editado por Marcelo Gripa 22/07/2015 12h55
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A Apple divulgou ontem seu último balaço financeiro, que cobre os resultados do terceiro trimestre fiscal, e, como de costume, revelou dados que dão dimensão do progresso desenvolvido pela empresa norte-americana desde o último balanço. 

Apesar de ter vendido menos iPhones do que o mercado esperava no período, nem tudo foram más notícias para a fabricante: o CEO Tim Cook exaltou na apresentação a notícia do recorde de migrações de usuários do sistema Android para o iPhone - sem citar os números. Um bom exemplo, disse ele, foi o cenário de vendas na China, famosa por aderir em massa ao sistema do Google: o crescimento das vendas de iPhone no maior mercado do mundo foi de até 85%.

Veja a baixo a lista com os principais expoentes da evolução da empresa da maçã:
 
1) A empresa alcançou o valor de mercado recorde: US$ 202,8 bilhões. A receita nas vendas atingiu a casa de US$ 49,6 bilhões, um terço a mais do que o valor registrado no mesmo período em 2014.O lucro líquido alçou os US$ 10,7 bilhões, numero que representa um ganho de 38% nas vendas relacionadas ao mesmo período no ano passado. Resultado que superou as expectativas de analistas.
 
2) Foram vendidos 47,5 milhões de iPhones 6 e 6 Plus até o período, um pouco abaixo das 49 milhões de unidades que acionistas esperavam serem vendidos até o período - esse fato atingiu rapidamente a Apple no chamado after-trading, que derrubou as ações da empresa em 5%.
 
3) Quando o assunto é iPad, as vendas caíram cerca de 23% em relação ao ano passado, perfazendo um total de 10,9 milhões de unidades vendidas até o período.
 
4) A venda de Macs também teve um acréscimo, porém discreto, de 9%, alcançando 4,7 milhões de unidades vendidas.
 
5) Já a arrecadação financeira com serviços como iTunes, AppleCare, Apple Pay, etc, bateram na casa dos US$ 5 bilhões.
 
6) A Apple teve o seu maior crescimento na China, incrementando sua receita no país oriental em 112%. No mundo todo, o crescimento registrou percentual de 33%.
 
7) Vendas de iPhones cresceram até 85% na China e na Índia.
 
8) A empresa conseguiu devolver cerca de US$ 13 bilhões para os acionistas e assegurou ainda US$ 15 bilhões no fluxo de caixa para operações.
 
9) Agora a Apple tem 456 lojas no total, sendo 190 lojas de varejo fora dos EUA - e ainda devem ser abertas 40 lojas na China no próximo ano.
 
10) Cerca de 94% dos compradores do Apple Watch usam o dispositivo diariamente.
 
11) Até o final do ano, devem haver cerca de 1,5 milhão de estabelecimentos aceitando o Apple Pay como forma de pagamento (isso inclui cerca de 700 universidades e colégios).
 
12) 15 mil artistas já tem contrato assinado, alguns de exclusividade, com o Apple Music Connect.

“Nós tivemos um ótimo trimestre, com a receita do iPhone subindo 59% em relação ao mesmo período do ano passado, vendas fortes para Macs, um recorde histórico para os serviços, impulsionado pela App Store, e um ótimo início para o Apple Watch”, afirmou o CEO da empresa, Tim Cook, em um comunicado sobre o balanço. 

Via: 9to5MAC
Apple apple watch
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você