Apple pode substituir ou remover partes de letras de música em streaming

Quando uma música contém partes inapropriadas, como palavrões, as rádios e serviços de streaming costumam liberar uma versão modificada para o público. Agora a Apple quer substituir ou retirar essas partes explicitas em tempo real no Apple Music.

A US Patent and Trademark Office publicou um pedido de patente da empresa descrevendo um recurso que permitiria substituir o conteúdo da música por uma “versão limpa” ou então silenciar a faixa vocal por um momento, sem precisar ter uma segunda versão da canção.

“Geralmente, a fim de evitar uma linguagem indesejada, a música inteira tem que ser evitada”, escreve a companhia em seu pedido de patente.

A tecnologia consiste em analisar metadados para localizar os trechos indesejados dentro da faixa inteira. A funcionalidade pode ter um impacto profundo sobre a Apple Music, serviço de streaming de áudio da empresa; atualmente, os usuários precisam determinar se o fluxo deve incluir ou filtrar músicas explícitas.

A Apple, provavelmente, nem precisaria perder tempo analisando cada música. Como a tecnologia se baseia em metadados, basta os criadores de conteúdo colocarem uma espécie de marcador quando houver algum trecho explícito.  

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ