Apple pressiona gravadoras para acabar com plano gratuito do Spotify

Leonardo Pereira 04/05/2015 12h13
Tim Cook
A A A

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos abriu investigações sobre a conduta da Apple na indústria fonográfica. Segundo o The Verge, o órgão apura se é verdade que a companhia tem usado seu poder junto às gravadoras para acabar com o modelo de negócios do Spotify.

Especula-se que a Apple relançará o serviço de streaming Beats em junho, durante uma conferência para desenvolvedores. Até lá, a empresa estaria pressionando as gravadoras para que não renovem os contratos com o Spotify que permitem a disponibilização de músicas de forma gratuita.

Atualmente o Spotify tem 60 milhões de usuários, dos quais apenas 15 milhões pagam para acessar o serviço; o restante se dispõe a encarar inserções publicitárias durante as sessões.

O serviço da Apple supostamente funcionará de forma semelhante ao Tidal, do Jay Z: sem planos gratuitos. Por isso, o ideal seria não ter um concorrente como o Spotify quando chegar ao mercado.

Mas o Spotify não é o único na mira. Fontes disseram ao Verge que a Apple chegou a dizer à Universal que está disposta a pagar as taxas do YouTube à gravadora, desde que a empresa interrompa as transmissões de suas músicas no site do Google.

Música Apple Streaming Spotify Beats
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você