Argentinos usam Bitcoin para driblar inflação

Governo local passou a controlar o peso, estimulando o dólar no mercado negro, mas até essa moeda inflacionou

Leonardo Pereira 17/07/2013 15h30
Bitcoin
A A A

A Bitcoin se tornou importante artifício da população para driblar a inflação que corrói a economia da Argentina.

A participação do país na quantidade mundial de downloads da moeda subiu de 1% a 3% entre junho e julho deste ano, segundo o Genesis Block. Dentre os 50 maiores países em downloads, a Argentina foi o único que cresceu.

O governo local tem tomado medidas para impedir que os cidadãos troquem seu dinheiro, na tentativa de controlar a economia. Mas a atitude estimulou o mercado negro de dólar (o "dólar azul") - que vem sendo usado pelas pessoas como moeda alternativa ao peso.

Foi no meio dessa confusão que entrou a Bitcoin, adotada por uma parcela crescente da população para driblar os problemas. Já que a alta demanda inflacionou até o valor do dólar azul.

Em julho, o economista Tuur Demeester disse ao Genesis Block que o primeiro grupo argentino de incentivo à Bitcoin havia crescido de 8 a 191 participantes entre outubro de 2012 e aquela data. Na manhã de ontem, o grupo contava com 405 membros.

Dinheiro Economia bitcoin
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você