Bill Gates acredita ser possível eliminar a miséria até 2030

Em um artigo publicado ontem, Bill Gates, o fundador da Microsoft, disse acreditar não apenas que é possível acabar com a miséria no mundo até 2030, como também que "nós veremos grandes avanços ao longo do caminho, que providenciarão oportunidades sem precedentes para pessoas de países pobres".

O artigo de Gates se referia às Global Goals (metas globais), assinadas por 193 países em setembro de 2015. Nela, os países assinantes se comprometiam a erradicar a pobreza extrema, combater a desigualdade e a injustiça e conter as mudanças climáticas.

Três passos

Gates crê que, embora esses objetivos sejam atingíveis, cumprí-los "exigirá vontade política, cooperação global e inventividade humana". participando do Fórum Econômico Mundial em Davos, ele levantou três pontos que ele acredita serem importantes para a satisfação dessas mtedas.

O primeiro deles é o apoio a instituições e organizações voltadas para a disponibilização de atendimento médico em países e regiões carentes. Segundo Gates, o Fundo Global para combater AIDS, tuberculose e malária já salvou 17 milhões de vidas providenciando remédios e reinando médicos e enfermeiras.

O segundo ponto defendido por Gates é a priorização de mulheres e meninas nesses esforços. Segundo o fundador da Microsoft, "empoderar mulheres e meninas para transformar suas vidas é um dos investimentos mais inteligentes que nós podemos fazer". 

Finalmente, Gates apoia o investimento em inovação. Segundo ele, avançoes científicos e tecnológicos estão entre os maiores eliminadores de pobreza do mundo. Mais especificamente, no entanto, Gates acredita que o total investido em saúde voltada para populações carentes é insuficiente, e precisa dobrar até 2020 para que as outras metas sejam atingidas.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ