China proíbe que a Apple venda livros e filmes no país

Até então uma das poucas exceções no mercado chinês, a Apple entrou para o time das companhias americanas de tecnologia a caírem sob o radar da censura chinesa. Na semana passada, o governo determinou o encerramento das atividades da iBooks Store e da iTunes Movies no país.

A Apple começou a operar com os dois negócios na China há seis meses. Agora parece que o governo mudou de ideia e revogou a permissão da companhia.

“Esperamos tornar os livros e filmes disponíveis novamente aos nossos clientes na China assim que possível”, afirmou uma porta-voz ao New York Times.

A Apple tem sido uma das poucas representantes do Vale do Silício em solo chinês e conseguiu se destacar com o lançamento de produtos como iPhone e, recentemente, o Apple Pay. Isso fez com que o país se tornasse o segundo mercado mais importante para a marca.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ