Claro, Oi e Telefônica são acusadas de prejudicar concorrentes

Claro, Oi e Telefônica estão sendo processadas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) por tentar impedir a participação de concorrentes em uma licitação dos Correios. As empresas teriam atuado de maneira coordenada para dificultar a entrada de outras companhias no processo.

Após uma investigação, o Cade concluiu que existem "indícios robustos" de que os três grupos de telefonia atuavam juntos para prejudicar potenciais concorrentes em processos licitatórios nos Correios. Entre as práticas das operadoras estava a recusa de prestar serviços para outras empresas e a discriminação de preços.

A ação foi iniciada após denúncia da BT Brasil Serviços de Telecomunicações, que em 2015 questionou a prática dos grupos de telefonia. O Cade disse que as três empresas foram notificadas para apresentar a defesa.

À Agência Brasil, a Claro disse que vai "apresentar sua manifestação dentro do prazo legal“ e que "cumpre a legislação vigente e reitera o seu compromisso e respeito ao consumidor". Já a Oi disse que não comenta processos em andamento, mas "atua de acordo com as normas vigentes". A Telefônica também negou irregularidades. "Restringir a participação de consórcios em licitações pode diminuir a eficiência e aumentar as despesas por parte das empresas contratantes", disse a empresa.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ