Comércio eletrônico brasileiro espera vender R$ 2,5 bilhões na Black Friday

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) enviou afirmou hoje, em comunicado à imprensa, que espera que o setor movimente um total de cerca de R$ 2,5 bilhões durante a Black Friday - festival de descontos que acontece no final de novembro. Caso o número se confirme, ele representará um aumento de 18% com relação ao ano anterior. 

Essa estimativa leva em conta as compras feitas por meios eletrônicos entre os dias 20 e 24 de novembro, e é bastante otimista. De acordo com dados da própria associação, o e-commerce brasileiro tem mostrado um crescimento de cerca de 12% na comparação com os mesmos períodos de 2016. Espera-se, portanto, que o crescimento durante a Black Friday fique acima da média.

No total, a associação estima que serão feitos mais de 10 milhões de pedidos, com um valor médio de aproximadamente R$ 246. Dentre as categorias mais buscadas, devem aparecer "informática", "celulares", "eletrônicos", "moda e acessórios" e "casa e decoração". De acordo com o presidente da ABComm, a data deve refletir o "ritmo muito bom de crescimento" que o e-commerce vem registrando no Brasil.

Há alguns motivos para que a associação tenha essa expectativa. Além do cenário de crescimento do setor, há o fato de que a data concentra uma série de ofertas e promoções num período próximo ao natal, no qual há demanda elevada por produtos e presentes. Fora isso, o período acontece junto com o recebimento da primeira parcela do 13º salário dos trabalhadores registrados, o que ajuda a movimentar a economia.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ