Como o Google transformou seu primeiro cozinheiro em multimilionário

O Google é hoje um império, então chega até a ser difícil imaginar um tempo em que a empresa foi humilde. No entanto, essa época já existiu na segunda metade dos anos 1990, o que gerou algumas histórias curiosas. Talvez nenhuma delas seja tão incrível como a de Charlie Ayers, contratado para ser chefe da cantina da empresa, e que hoje é um milionário.

Ayers se juntou ao Google em 1999, apenas um ano após a incorporação da empresa, após a participação em um concurso. Antes disso, ele havia trabalhado como cozinheiro na rede de hotéis Hilton e para bandas como Grateful Dead. O que ele não sabia é o quanto sua vida mudaria com a decisão de se juntar àquela pequena empresa.

Na época, a companhia tinha receitas na casa de apenas US$ 220 mil por ano, o que é ridículo comparado com a capacidade de gerar dinheiro que o Google tem atualmente. O resultado mais recente da Alphabet, do ano inteiro de 2016, totalizou US$ 90 bilhões.

Assim, Ayers, que ficou conhecido como o funcionário 53, entrou na empresa no momento certo: uma época em que o Google não possuía dinheiro para bancar os grandes salários do Vale do Silício, então qualquer empregado a fazer parte dessa primeira geração recebia vultosas quantidades de ações e opções da companhia, ainda com capital fechado.

Reprodução

O Google começou a crescer rapidamente a partir de então. No ano seguinte, as receitas anuais já saltaram de US$ 220 mil para mais de US$ 19 milhões, e em 2001 dispararam para US$ 85 milhões, alcançando US$ 430 milhões em 2002 e US$ 1,5 bilhão em 2003. Em 2004, com faturamento de US$ 3,2 bilhões, finalmente o Google anunciou sua abertura de capital e início da troca de ações na bolsa, transformando seus primeiros funcionários em milionários. Entre eles, Ayers, contratado para preparar comida para os 40 empregados da empresa.

Charlie tinha, neste momento, 40 mil ações do Google. Com a abertura de capital, as ações foram cotadas em US$ 85 cada, de modo que ele, com alguns anos trabalhando no restaurante do Google, havia acumulado um patrimônio de US$ 3,4 milhões.

Ele não ficou rico só com suas ações, no entanto. Liderando uma equipe de cozinha de 150 funcionários, ele também passou a receber um salário gordo, na casa dos seis dígitos anuais, o que por si só já lhe garantiria uma vida confortável. Além disso, também chama a atenção o fato de que, mesmo podendo ficar imediatamente rico, Charlie Ayers nunca vendeu nenhuma ação.

Em 2017, as ações da Alphabet são trocadas pelo preço de US$ 939, o que, com as 40 mil ações de Ayers, geraria US$ 37,5 milhões ao cozinheiro. No entanto, é importante notar que em 2014, as ações da empresa foram divididas em uma proporção de 2 para 1, o que significa que ele tem agora 80 mil ações da companhia. Ou seja: seu patrimônio estimado hoje é de US$ 75 milhões, apenas com suas ações.

Hoje, fora as ações que detém na companhia, Ayers não tem mais vínculo de trabalho com a empresa. Ele deixou de comandar a cozinha do Google em 2005, um ano após se tornar um milionário com a abertura de capital, lançou um livro de receitas e abriu seu próprio restaurante.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ