Computadores do MIT estão assistindo séries para prever comportamento humano

Não é só você que acompanha séries, os computadores do MIT também assistem “Desperate Housewives” e “The Office”. Mas ao invés de usar esse tempo para relaxar, os computadores estão, na verdade, estudando o comportamento dos humanos.

Os pesquisadores do Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial do instituto querem que os sistemas consigam antecipar melhor como uma pessoa irá cumprimentar outra. Por enquanto, os computadores conseguem identificar quando um indivíduo está prestes a dar um aperto de mão, um “hi-five”, um beijo ou um abraço.

O projeto envolveu 600 horas de vídeos, filmes e programas populares que foram exibidos ao algoritmo de inteligência artificial da equipe, que usa técnicas de "aprendizagem profunda" para detectar padrões em grandes quantidades de dados.

O objetivo é que a inteligência artificial consiga se comportar, reagir e interagir em determinadas situações. Esse ainda é uma tarefa difícil para os robôs: conseguir se adaptar às situações sociais que os humanos já aprenderam através da experiência.

Nos testes, ao tentar prever qual das ações de saudação seria realizada em um vídeo, o algoritmo acertou mais que 43% das vezes – um aumento considerável quando comparado com um computador que não passou pela maratona de séries, que acertou 36%.

Via Forbes

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ