Corte alemã inocenta Youtube de acusações de pirataria

No final da semana passada, a corte superior regional de Munique, na Alemanha, decidiu a favor do Youtube num caso em que o serviço de vídeos do Google era acusado de violação de direitos de monopólio intelectual.

A GEMA, organização alemã de direitos sobre música que diz representar mais de 70 mil artistas, denunciou o Youtube por pirataria. Segundo a organização, o site infringia direitos de monopólio intelectual ao permitir que seus usuários fizessem o upload de músicas e clipes protegidos por tais direitos. A GEMA exigia do Youtube o pagamento de 0,375 centavos de Euro por cada visualização de vídeos de artistas seus no site.

A corte regional alemã, no entanto, deu ganho de causa ao serviço de vídeos do Google. De acordo com a decisão, o site não pode ser responsabilizado pelas atitudes de seus usuários. Os responsávbeis pelas violações de direitos de monopólio intelectual, nesse caso, seriam os usuários específicos, e não o site que oferece o serviço.

Lei em debate

De acordo com o Torrent Freak, essa decisão é coerente com o princípio de "porto seguro" que orienta casos desse tipo. Esse princípio rege que serviços baseados em conteúdo gerado por seus usuários - como é o caso do Youtube - não podem ser responsabilizados pelas atitudes de seus usuários.

Essa postura jurídica, no entanto, vem sido contestada por diversos grupos da indústria musical europeia, que alegam que o conteúdo pirata disponibilizado por usuários do Youtube se converte em receita de publicidade para o site.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ