De ficção cientifica à realidade: como será a vida daqui a 100 anos?

De Volta para o Futuro, 2001: Uma Odisseia no Espaço, Minority Report: A Nova Lei, Os Jetsons, Inteligência Artificial. São muitos os filmes que tentaram prever como seria o mundo em alguns anos e o resultado é que em algumas coisas eles acertaram, enquanto outras ainda estão longe de acontecer.

Fora das telas, uma equipe formada por arquitetos da companhia SmartThings, que pertence à Samsung, e professores da Universidade de Westminster, na Grã-Bretanha, publicou um relatório que sugere que daqui a cem anos, os humanos estarão se alimentando de comida impressa graças à tecnologia 3D e morando em cidades subterrâneas.

As previsões do SmartThings Future Living Report sugerem que em 2116, com o avanço da construção civil, as pessoas irão viver em cidades subterrâneas e até no fundo do mar; e, obviamente, o espaço não foi descartado, a tecnologia espacial vai permitir iniciar colônias fora da Terra.

Casas inteligentes, drones e hologramas também não estarão de fora. Veja:

Moradia
As casas irão se tornar cada vez mais flexíveis, sendo que os cômodos servirão para mais de uma função. Além disso, paredes, teto e piso irão contar com tecnologia para mudar de posição e cor conforme a atividade ou humor do morador.

Tudo poderá ser controlado por smartphones e aplicativos. A casa irá ajudar os moradores a, por exemplo, encontrar objetos perdidos no local, controlar a saúde das pessoas através de sensores e até chamar um médico caso seja necessário.

Impressão 3D
A tecnologia 3D, que hoje já uma realidade, irá evoluir a ponto de as pessoas imprimirem em casa objetos móveis e comida. Bastaria fazer um download de um design e determinar tamanho e cor. No caso da comida, será possível imprimir pratos de chefs famosos, além de ficar mais fácil de seguir dietas especificas ou determinada pelos médicos.

Além do uso pessoal, as impressoras 3D também poderão influenciar na rápida construção de casas e produção na indústria de aviação.

Sustentabilidade
A sustentabilidade será tema dos próximos 100 anos. As casas serão adaptadas para criar eletricidade, gás e água limpa através da reciclagem com tanques de biodigestão de lixo. A energia solar também será mais explorada e a água da chuva passará a ser estocada.

Drones

Os drones passarão a ser considerados meios de transporte e poderão até carregar casas inteiras, tornando as mudanças mais fáceis e práticas.

Arquitetura
Com a falta de espaços nas grandes cidades, os humanos vão encontrar novos locais para viver e com os avanços na área de engenharia, será possível construir arranha-céus invertidos, ou seja, no subsolo, além de casas embaixo do mar.

Espaço
As viagens espaciais comerciais irão ser cada vez mais comuns, permitindo que sejam criadas colônias em outros planetas e que pessoas trabalhem fora da Terra. A Lua e Marte serão usados como base para alcançar outros planetas.

Trabalho
A avanço na comunicação irá transformar drasticamente a forma como trabalhamos hoje. O uso de hologramas será cada vez mais comum e tornará as reuniões presenciais praticamente desnecessárias. Isso irá reduzir a quantidade e o tempo gasto com transporte, aumentando a produção e economizando recursos.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ