Empresa japonesa encurta expediente para evitar mortes por excesso de trabalho

Conhecido pelos longos expedientes de seus cidadãos nas empresas, o Japão, vez ou outra, registra casos de morte por excesso de trabalho. Em uma tentativa de reduzir o problema, a Panasonic anunciou nesta sexta-feira, 24, que seus funcionários devem trabalhar somente até as 20 horas.

Com a redução, a semana de trabalho deverá ter 55 horas, o equivalente a 11 horas por dia de segunda a sexta, nove horas em uma semana com seis dias ou pouco mais de sete horas em uma semana com sete dias de trabalho. As horas extras também foram limitadas a 80 horas por mês.

A Panasonic não é a única companhia a se preocupar com o excesso de trabalho. O país conta, há algum tempo, com a Premium Friday, uma iniciativa em todo o território para que os funcionários encerrem o expediente por volta das 15h na última sexta-feira de cada mês.

Via CNET

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ