EUA prende espiões que tentavam roubar tecnologia militar para a Rússia

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou ontem que dois russos e um cidadão do país foram presos por conta de uma tentativa de roubar tecnologia militar. Os três haviam fundado empresas falsas para comprar circuitos integrados usados na fabricação de armas.

A venda desses circuitos, no entanto, é rigidamente regulada. De acordo com o Daily Dot, Alexey Barysheff, Dimitrii Karpenko e Alexey Krutilin usavam documentos falsificados e motivos falsos para fechar acordos com os vendedores. Os circuitos eram comprados por meio das empresas falsas BKLN Spektra e UIP Techno.

Esses materiais são utilizados na construção de satélites, radares e sistemas de navegação de mísseis, segundo o Engadget. Após a compra, eles eram despachados por navio para a Finlândia e só depois seguiam para a Rússia, seu destino final. Esse arranjo tinha a finalidade de despistar eventuais investigadores. 

Barysheff, Karpenko e Krutilin terão hoje seu primeiro julgamento. Segundo o Departamento de Justiça, eles ainda gozam da presunção de inocência; no entanto, a sentença máxima para os três é de 25 anos de prisão e US$ 1 milhão em multas. 





RECOMENDADO PARA VOCÊ