Facebook paga US$ 50 milhões para que sites e celebridades usem o Live

O Facebook está pagando a sites e celebridades mais de US$ 50 milhões para que eles usem o Facebook Live, a sua ferramenta de vídeos ao vivo que concorrem com serviços semelhantes do Twitter e do Youtube. A confirmação do valor veio do Wall Street Journal.

Ao todo, segundo o site, quase 140 celebridades e canais de mídia digital estão recebendo dinheiro da rede social. Em contrapartida, as pessoas e empresas que recebem dinheiro da rede precisam produzir vídeos e programas ao vivo com alguma regularidade. A confirmação corrobora boatos que já circulavam sobre a rede social pagar para que pessoas e veículos de comunicação usassem o serviço. 

Nas palavras do Facebook, não se trata de uma "estratégia de aquisição" para trazer usuários de outros serviços semelhantes para a sua plataforma. Segundo a empresa, o valor pago aos sites e celebridades tem a finalidade de "incentivar a experimentação" com vídeos ao vivo. No entanto, cerca de 15% das pessoas com acordos com o Facebook são celebridades de internet com popularidade no Youtube, Periscope ou Snapchat.

Quem recebe

Segundo o Wall Street Journal, dos US$ 50 milhões pagos aos sites e celebridades, US$ 2,2 milhões são direcionados a esses influenciadores digitais, que incluem youtubers e blogueiros. Destes, o que mais recebe dinheiro da rede social é Ray William Johnson, que receberá um total de US$ 224 mil ao longo de cinco meses do Facebook.

Embora canais desse tipo tenham audiência menor que os veículos de comunicação com que a rede social também está negociando, sua base de seguidores costuma ser mais jovem e interagir mais com os conteúdos postados. Essa diferença é notada por agências de publicidades e empresas interessadas em promover seus produtos e serviços: um post pago no Instagram de um desses usuários chega a valer até US$ 150 mil.

Trata-se de um ponto importante tanto para os influenciadores quanto para o Facebook, já que ele ainda não tem um modelo de negócios para seus vídeos ao vivo. Embora esteja promovendo o serviço, a rede social ainda não sabe como fará para usá-lo para gerar receita, seja para si, seja para os usuários.

Dentre os sites que recebem dinheiro do Facebook estão BuzzFeed (US$ 3,1 milhões), New York Times (US$ 3 milhões), CNN (US$ 2,5 milhões), Huffington Post (US$ 1,6 milhões) e Vice Media (US$ 1 milhão). As celebridades pagas pelo Facebook incluem o chef Gordon Ramsay (US$ 200 mil), o nadador Michael Phelps (US$ 200 mil) e o DJ Armin van Buuren (valor não confirmado).

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ