Google cresce, mas decepciona em publicidade móvel

Resultado trimestral aponta que 'custo por clique' nos anúncios em smartphones e tablets caiu 6%

Stephanie Kohn 18/07/2013 18h00
Google
A A A

O Google surpreendeu investidores nesta quinta-feira, 18, após os resultados de seu segundo trimestre do ano, finalizado em 30 de junho. Os números vieram ligeiramente abaixo das expectativas, o que fez com que as ações da companhia caíssem quase 5% no início das negociações do after-market.

A gigante de buscas reportou lucro de US$ 9.56 por ação (total de US$ 3.2 bilhões), aumento de 16% em relação ao mesmo período do ano passado. Já a receita da empresa cresceu 19%, chegando a US$ 14 bilhões. A expectativa do mercado era de que a receita da companhia atingisse US$ 14.4 bilhões.

A grande decepção do mercado, no entanto, foi a queda nos preços de publicidade móvel. O 'custo por clique' (CPC), ou, preço que os anunciantes pagam cada vez que alguém clica em um anúncio dentro do buscador, caiu 6% em relação a 2012. Já na comparação trimestral houve uma queda de 4%. A previsão dos analistas era mais otimista: queda de apenas 3% no CPC.

O valor dos anúncios em dispositivos móveis vem caindo desde o quarto trimestre de 2011. Analistas atribuem a queda ao fato de que o preço de exibição de anúncios em smartphones e tablets é menor do que em desktops.

O CEO da empresa, Larry Page, contudo, afirma que a mobilidade não irá prejudicar os negócios da companhia. No anúncio oficial da empresa, o executivo disse que "a mobilidade cria uma enorme oportunidade para o Google. Com mais equipamentos, mais informações e mais atividades online, o potencial de melhorar a vida das pessoas só aumenta".

Motorola

A Motorola, adquirida em maio de 2012 pelo Google, continua reportando prejuízos, segundo relatório. A fabricante perdeu US$ 342 milhões, contra US$ 272 milhões no último trimestre.

Segundo fontes, apesar das perdas, o Google continuará a investir na companhia. Fontes do Wall Street Journal afirmam que a gigante da web pretende gastar cerca de US$ 500 milhões no novo carro-chefe da Motorola, o smartphone Moto X, previsto para ser lançado no fim do ano. Além disso, o buscador vai investir em uma gama de novos dispositivos produzidos pela parceira.

O prejuízo da Motorola, entre outros fatores, contribui para um lucro menor do que o esperado pelo Google. Analistas aguardavam lucro de US$ 10.80 por ação. 

Google Negócios resultado Publicidade online
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você