Google inaugura espaço dedicado a novas empresas em São Paulo

O Google inaugurou hoje o Google Campus São Paulo, um espaço voltado para o incentivo a startups que tenham como foco a inovação e a melhoria da cidade. Com a inauguração, São Paulo se torna a sexta cidade do mundo a ter um Google campus, após Londres, Madrid, Tel Aviv, Seoul e Varsóvia. Ao todo, os Campi do Google já têm mais de 70 mil membros registrados

Localizado no bairro do Paraíso, o espaço é composto por três andares de coworking, salas de reunião, dois espaços para eventos, café e as tradicionais áreas de lazer do Google, que incluem mesas de sinuca e pebolim. Embora trate-se de um espaço do Google, a intenção da empresa é que seja um local "público" e "de trocas". Por esse motivo, qualquer pessoa pode se inscrever para acessar os eventos e alguns locais do espaço, por meio deste link.

Residência

A empresa oferecerá também um programa de residência para startups, que poderão passar seis meses usufruindo do espaço para desenvolver seus negócios e terão acesso a oportunidades e especialistas do Google. Em troca, o Google pedirá o engajamento dos participantes (na forma de mentoria com outros empreendedores) e alguma forma de contrapartida para a sociedade.

Como o espaço tem também um foco social, um dos critérios da empresa na seleção das startups residentes será que elas busquem solucionar um problema relevante e com alto potencial de impacto na sociedade. Além disso, a empresa também busca ideias de tecnologias únicas ou com modelos de negócios diferentes, que fortaleçam a comunidade empreeendedora e que sejam compostas por uma equipe diversa.

Uma das empresas que surgiu em progamas de residência do Google Campus foi o Waze. A empresa começou a desenvolver seu negócio no Campus de Tel Aviv, depois cresceu e, em seguida, foi comprada pelo próprio Google. Desde a inauguração do primeiro Campus, as startups já criaram mais de 4600 empregos e geraram mais de US$ 215 milhões.

Inscrições para o programa de residência do Google podem ser feitas por meio deste link. Elas se iniciam hoje e vão até o dia 8 de julho. As startups escolhidas serão anunciadas no dia 5 de agosto, e começarão a utilizar o espaço no dia 22 do mesmo mês. A residência tem dutração de seis meses, prorrogável por outros seis mediante avaliação.

Integração com a cidade

O evento de inauguração do espaço contou com a presença do prefeito da cidade, Fernando Haddad., que recebeu o cartão de acesso ao Campus de número 1. Para o prefeito, o espaço "tem tudo a ver com o que está acontecendo em São Paulo atualmente", como investimento a inovação, e criação de espaços de convívio, e representa "um reconhecimento de que a cidade tem vigor, criatividade e talento". "oxalá todas as empresas sigam esse exemplo", disse.

Reprodução

Segundo o prefeito, o espaço reforça a cooperação que existe entre a prefeitura da cidade e empresas de tecnologia. A prefeitura também disponibiliza para as empresas de tecnologia, incluindo o Google, uma série de outros dados da cidade, como a malha rodoviária e cicloviária, os dados de GPS dos ônibus da SPTrans, cadastros de IPTU e até mesmo dados de radares de trânsito, incluindo sua localização, a quantidade e o tipo de multas aplicadas por cada um. 

A intenção é que as empresas de tecnologia consigam usar esses dados para criar soluções inteligentes e digitais para problemas sociais, como mobilidade. Um exemplo disso é o Google Maps, que consegue puxar os dados de transporte público e de ciclovias para oferecer trajetos aos usuários. De acordo com o prefeito, os pontos de ônibus também serão atualizados, em breve, para conter mais informações sobre as linhas de ônibus e locais próximos.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ