Jovens continuam a preferir o Snapchat, apesar das cópias

O Facebook se esforçou sobremaneira para trazer o formato Stories para absolutamente todos os aplicativos que podia. Para os jovens dos Estados Unidos, no entanto, isso fez pouca diferença, e o Snapchat continua sendo o aplicativo mais usado e preferido por eles. É isso que sugere uma pesquisa feita pela empresa de tendências Piper Jaffray (pdf).

No total, 5.500 jovens com idade média de 16 anos responderam à pesquisa. Entre eles, o Snapchat foi a rede social mais citada como resposta às duas perguntas seguintes: "Qual rede social você usa pelo menos uma vez por mês?" (81%) e "Qual é a sua rede social favorita?" (39%). Nas duas perguntas, o segundo colocado foi o Instagram (citado por 79% e 23% dos respondentes, respectivamente). A tabela de respostas dos jovens pode ser vista abaixo:

Reprodução

Curiosamente, no entanto, os adolescentes ainda preferem o Instagram para um caso específico: propagandas. Quando foram perguntados "Qual é a melhor maneira para que uma loja ou marca lhe comunique sobre novos produtos ou promoções?", mais de 50% citaram o Instagram, contra apenas cerca de 40% para o Snapchat, que ficou em terceiro lugar. O segundo lugar, estranhamente, ficou para a opção "E-mail", com praticamente o mesmo nível de respostas que o Instagram.

As outras redes

Facebook e Twitter ficaram atrás de Instagram e Snapchat em todas as situações. O nível de apreciação do público jovem por essas redes sociais vem caindo de maneira relativamente constante ao longo dos dois últimos anos. No entanto, isso não se refletiu, necessariamente, numa queda na frequência de uso: tanto o Twitter quanto o Facebook têm mantido uma porcentagem estável de usuários mensais entre os jovens - embora, como o CNET aponta, seu uso seja mais comum entre usuários mais velhos.

Segundo a empresa de pesquisa, os resultados desse levantamento têm dois pontos principais: o primeiro deles é a prova de que os clones do Snapchat que o Facebook disseminou não afetaram muito o uso do aplicativo entre jovens. O segundo, porém, é algo positivo para o Facebook: o levantamento mostra que o Snapchat não tem afetado de maneira muito negativa a frequência de uso de seus aplicativos entre os jovens.

Pode-se perceber também uma vitória do Facebook no fato de que os adolescentes preferem o Instagram como meio para veicular propagandas. Como as redes sociais dependem fortemente de publicidade para se manter rentáveis, o fato de que jovens preferem ver publicidade no Instagram indica que ele traz mais promessa de retorno para eventuais anunciantes.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ