Microsoft transforma Windows 10 em atualização "recomendada"

A Microsoft mudou hoje o nível de prioridade da atualização de seu sistema operacional para a última versão de "opcional" para "recomendada". Essa mudança faz sentido com a estratégia que a empresa tinha anunciado anteriormente, de começar a oferecer o Windows 10 de maneira mais "agressiva".

Usuários do Windows 7 e 8.1 que ativaram a opção de atualizações automáticas no seu sistema operacional perceberão que a atualização para Windows 10 será baixada automaticamente. No entanto, ela só será instalada com a autorização do usuário.

Caso o usuário instale a atualização sem querer, no entanto, ele terá ainda 31 dias para reverter para a versão anterior do sistema, segundo a ZDNet. É possível atualizar gratuitamente para o Windows 10 a partir dos Windows 7 ou 8.1 até o dia 29 de julho de 2016. Após isso, será necessário pagar um valor ainda não definido pela atualização.

Mesmo sem medidas mais "agressivas" da Microsoft, o Windows 10 tem se saído bem: ele já está instalado em mais de 200 milhões de dispositivos, e já superou o Windows 8.1 como a segunda versão mais utilizada do sistema operacional (a primeira segue sendo o Windows 7). O objetivo da Microsoft é colocar essa versão do sistema em 1 bilhão de aparelhos em até três anos.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ