Nokia vai demitir quase três mil funcionários em todo o mundo

Depois de comprar a rival Alcatel-Lucent, a Nokia está se preparando para demitir em torno de três mil funcionários em todo o mundo, com destaque para Finlândia e Alemanha, a fim de cortar custos e reestruturar o negócio.

A fabricante não deu números oficiais sobre quantos funcionários perderão seus empregos, mas de acordo com a agência de notícias Reuters, 1.400 membros do pessoal na Alemanha e 1.300 na Finlândia serão cortados. Além disso, a unidade da França também deve perder 400 postos de trabalho – no entanto, um acordo firmado entre a Nokia e o governo francês sobre a aquisição da Alcatel-Lucent determina que 500 postos em pesquisa e desenvolvimento sejam criados.

A empresa está tendo reuniões com conselhos de trabalhadores e representantes em quase 30 países, o que significa que outros lugares também podem estar correndo o risco de sofrer cortes.

Em comunicado oficial, a Nokia informou que tem o objetivo de reduzir 900 milhões de euros em gastos em 2018. “As reduções de pessoal são esperadas para ocorrer entre agora e o final de 2018, de acordo com cronograma da empresa. Os cortes serão em grande parte em áreas onde há sobreposições, como em pesquisa e desenvolvimento, organizações de vendas, bem como funções corporativas”, diz a nota.

Ao mesmo tempo, a companhia está se voltando para fontes de receita mais lucrativas, tais como a rede 5G, nuvem e a Internet das Coisas.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ