Novos aviões, melhores viagens

A indústria da aviação vive sob o signo da inovação. Na verdade, inovar é condição essencial para sobrevivência num segmento em que a tecnologia determina a história. E a velocidade dessas inovações está em franca aceleração. Os resultados desse processo serão percebidos em breve nas viagens aéreas. Vem aí uma nova geração de jatos comerciais com novas configurações de cabine e, principalmente, de aerodinâmica e de arquitetura.

Novos conceitos

Um dos melhores exemplos dessa nova geração são os jatos 737 MAX, que começam a ganhar os céus em 2016 e devem começar a operar comercialmente em 2017. Essas são aeronaves de corredor único, que se destacam pela eficiência no consumo de combustível. Os novos modelos produzem cerca de 14% menos CO2 e registram uma economia de aproximadamente 20% de combustível por assento. O que chama a atenção é que esses novos modelos chegam a ser 20% mais eficientes - mesmo com a redução no consumo de combustível.

Na seara dos jatos maiores, da família dos 777, uma grande novidade vem das asas. No modelo 777X, além de maiores, as asas trazem pontas dobráveis. O aumento das asas faz parte de um novo conceito aerodinâmico que aumenta a eficiência do jato. Porém, ao aumentar a envergadura, foi preciso encontrar uma solução para que o avião pudesse pousar mesmo em aeroportos de menor porte - daí surgiu a inovação que faz as asas dobrarem.




Novos materiais 

Mais asas, motores mais eficientes e mais potentes. Mas, um componente essencial também está em plena evolução: a fuselagem. O desenvolvimento de novos materiais compostos, capazes de oferecer leveza e resistência é um desafio constante. E uma grande novidade chegou ao mercado no último ano: a infusão de resina de fibra de carbono. Com a nova técnica, novos aviões terão seu peso reduzido substancialmente, aumentando a eficiência energética.

Novos interiores 

O interior das cabines não ficou de fora dessa nova leva de inovações. Uma boa notícia espera os passageiros: novos bagageiros vão oferecer muito mais espaço para as malas levadas a bordo. Chamados de Space Bins, os novos bagageiros presentes nos jatos da Boeing são 50% maiores que os da geração atual. Ou seja, onde antes tínhamos 4 malas de bordo, temos 6. A novidade já está a bordo de alguns aviões da Alaska Air e vão se espalhar para outras companhias em breve - você pode conferir aqui como ficou.

Boa parte dessas novidades nasce em laboratórios da Boeing espalhados em vários lugares do mundo (o Brasil, inclusive, tem um deles). Em última instância, os milhões de dólares gastos anualmente em pesquisa e desenvolvimento resultam em saltos de eficiência, conforto e segurança para milhões de passageiros ao redor do globo.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ