Positivo começa a produzir notebooks e tablets na África

A Positivo inicia nesta semana a produção de 750 mil equipamentos em sua fábrica localizada na Ruanda, na África. Os primeiros equipamentos educacionais que saem das linhas de produção fazem parte do acordo firmado com o Ministério da Educação local.

A operação marca a entrada da Positivo no continente africano e terá capacidade produtiva nominal de 60 mil PCs e tablets por mês. 

“Enxergamos a África como um mercado muito interessante para ofertarmos tecnologia de qualidade a preços acessíveis, principalmente porque os produtos vão competir de forma justa no mercado local por serem feitos em Ruanda”, diz Hélio Rotenberg, presidente da Positivo no Brasil.

O treinamento dos novos funcionários começou em junho e 90% da mão de obra é ruandesa.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ