Presidente da Anatel considera negativa fusão entre TIM e Oi

Durante um evento sobre tributação de telecomunicações, o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, avaliou de forma negativa fusão entre a TIM e a Oi. Na visão dele, o eventual negócio prejudicaria a concorrência no país.

"Para nós, quanto mais concorrência, melhor, e quanto menos, pior, evidentemente", declara ele, ressaltando que uma possível fusão entre as duas empresas precisa passar pelo aval da Anatel.

No fim de outubro a Oi anunciou ter fechado um acordo com o grupo russo Letter One (L1), que se dispôs a investir até US$ 4 bilhões caso ela conseguisse viabilizar uma fusão com a TIM, controlada pela Telecom Italia, em sete meses, que seriam contados a partir de 23 de outubro de 2015.

Rezende também comentou o leilão de sobras de frequências, que está marcado para o mês de dezembro. Ele afirmou que, apesar da crise econômica no país, há investidores com interesses que são considerados relevantes: "Acreditamos muito no fortalecimento da infraestrutura para provimento de banda larga onde as grandes empresas não investem".

Via: Reuters 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ