Samsung Galaxy S7 e LG G5: o que esperar das estrelas do MWC

Na semana que vem acontece em Barcelona o Mobile World Congress, um dos maiores eventos anuais do mercado de smartphones. E, nele, duas das mais respeitadas linhas de dispositivos Android ganharão suas próximas versões. São elas o Galaxy S7, da Samsung, e o G5, da LG.

Como sempre ocorre antes de grandes lançamentos, ambos os dispositivos já foram alvo de uma série de boatos, rumores e informações vazadas. E embora muito pouco já tenha sido confirmado pelas empresas, esses dados já são suficientes para que possamos ter uma boa ideia do que esperar desses novos tops de linha.

Por isso, fizemos uma coleção das principais informações vazadas e boatos sobre os dois dispositivos, para que você já saiba o que esperar de cada um deles. Confira:

Samsung Galaxy S7 (e S7 Edge)

Com relação ao design dos dispositivos, já se sabe bastante coisa sobre como serão os sucessores do Galaxy S6 e do Galaxy S6 Edge. Uma série de fotos dos aparelhos já apareceu pela internet, e o próprio canal da empresa na Indonésia já publicou no Youtube um vídeo mostrando o aparelho (que sugere que ele será à prova d'água):

A principal diferença de design entre os S7 e seus antecessores está na parte traseira. Mais especificamente, na protuberância formada pela lente da câmera do aparelho. Ela se tornou uma espécie de “marca registrada” da linha Galaxy ao longo do tempo, mas, segundo as imagens vazadas, ela deve ser bem menos notável no S7 (ou nem mesmo existir).

A câmera, aliás, deve ter sensor de “apenas” 12MP contra os 16MP dos Galaxys S6. São menos píxels, mas são píxels maiores, o que deve garantir que a qualidade da imagem se mantenha. É uma técnica semelhante à da câmera do Nexus 6P, que também tem “apenas” 12MP.

No entanto, a abertura das lentes das câmeras dos Galaxys S7 deverá ser de f/1.7, o que garantiria um bom desempenho em condições de pouca luz. Atualmente, a câmera de smartphone com maior abertura é a do LG G4, com f/1.8.

O Galaxy S7 e o S7 Edge devem ter telas de tamanhos diferentes. Segundo imagens vazadas, a tela do S7 será de 5,1 polegadas, enquanto que a do S7 Edge será de 5,5 polegadas (ambas provavelmente com a mesma resolução 2K), o que representa uma mudança de estratégia com relação à geração anterior de Galaxys.

Os Galaxys S6 foram bastante peculiares nessa questão: a empresa lançou primeiro o S6 e o S6 Edge, de tamanhos iguais, para depois lançar o S6 Edge+, que mantinha a mesma curvatura da tela do S6 Edge, mas trazia uma tela maior, de tamanho igual ao do Galaxy Note 5. Dessa vez, quem quiser tela maior terá que optar também por tela curva.

Reprodução

Com relação aos recursos, poucas informações estão disponíveis. Um dos boatos mais confiáveis sugere que ele terá tela sensível a pressão, o que lhe permitirá imitar um dos principais recursos dos iPhones 6s e 6s Plus: o Touch3D. Esse recurso faz com que toques de diferentes intensidades na tela do dispositivo tenham funções diferentes: apertar forte sobre um aplicativo abre-o, enquanto apertar de leve sobre ele faz com que um menu se abra, por exemplo.

E, quanto ao hardware que moverá o dispositivo, ainda restam algumas dúvidas também. Seus processadores deverão ser os Exynos 8890 octa-core (com quatro núcleos de 2,3GHz e quatro de 1,6GHz). No entanto, é possível que, em algumas regiões, a empresa lance uma versão com o processador Snapdragon 820 da Qualcomm - que também não faz feio. De qualquer maneira, ele deverá ter 4GB de RAM.

Um recurso ausente nos Galaxys S6 que deve voltar nos seus sucessores é o slot para cartão microSD. Rumores indicam que os Galaxy S7 terão armazenamento expansível por meio de cartões microSD de até 200GB. Além disso, as baterias dos aparelhos também devem ser maiores: 3000 mAh para o S7 e 3600 mAh para o S7 Edge (contra 2550 mAh do S6 e 2600 mAh do S6 Edge).

LG G5

Por enquanto, o G5 ainda é mais “misterioso” do que os Galaxys S7. Isso tanto porque o aparelho costuma atrair menos atenção do que os dispositivos da Samsung, quanto porque, ao que parece, ele terá uma série de recursos bastante diferentes sobre os quais muitas coisas ainda não estão claras.

Reprodução

Segundo a empresa, ele “não será nada parecido” com o G4, seu antecessor. Isso porque ele terá uma parte removível no seu lado inferior, por meio da qual será possível acessar a bateria - e substituí-la, se e quando necessário.

Mas essa não seria a única função dessa parte removível. Os mesmos boatos dão conta de que, por meio dela, seria possível acoplar uma série de extensões de hardware ao aparelho, tais como teclados físicos, extensões para a câmera e amplificadores de som.

Essa nem é a única escolha diferente de design que a LG fez para o dispositivo. Segundo a própria empresa, ele terá uma tela semelhante à do V10, com atalhos e informações (mas com mais opções de customização) que ficará sempre ligada. A divulgação foi feita por meio do gif abaixo, do canal oficial da LG:
 


Numa atitude bastante peculiar, a LG já divulgou informações sobre a capinha do aparelho (que se chamará “Quick Cover”) antes mesmo de divulgar o aparelho. E essa capinha será feita de um materia semitransparente que permitirá ao usuário acessar os recursos dessa tela sempre ligada mesmo ela (a capinha) estiver fechada.

Reprodução 

Além dessas mudanças drásticas no design, deve haver também uma mudança um pouco mais discreta: os botões de volume do aparelho, que ficavam na traseira do G3 e do G4, deverão ser mudadas para a lateral. No lugar delas, abaixo da câmera na traseira do aparelho, deverá haver um leitor de impressões digitais semelhante aos encontrados nos Nexus 5X e 6P.

Com relações às especificações técnicas do aparelho, as informações já parecem estar um pouco mais claras. Ele deve ter uma tela de 5,3 polegadas (contra 5,5 do G4) com resolução 2K e câmera de 16 MP com uma configuração de duas lentes.

A câmera do G4, com ajuste de tempo de exposição e possibilidade de gravar imagens em formato .raw, foi um dos principais destaques do aparelho; ao que parece, a configuração de duas lentes deverá ser a tentativa da LG de inovar mais uma vez com relação a câmeras de smartphone.

O processador do aparelho, finalmente, deverá ser o Snapdragon 820. Ele deverá ter 3GB de RAM, e opções de armazenamento a partir de 32GB.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ