Sindicato rejeita proposta salarial de empresários de TI

Terminou sem acordos a 4ª rodada de negociações entre os trabalhadores e os empresários de TI de São Paulo, realizada na última sexta-feira, 29. No encontro, o sindicato patronal ofereceu aos profissionais um reajuste de 8%, parcelado em duas vezes (janeiro e julho), com abono salarial de 1,6% (sobre o salário anual) a ser pago em setembro. A comissão de negociação do Sindpd recusou novamente a proposta. "Sem repor a inflação, a gente não negocia", afirmou Antonio Neto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo, o Sindpd.

Segundo o presidente, ao contrário do que os empresários defendem, o setor de tecnologia da informação deve crescer 2,6% em 2016. “Ainda que o percentual de crescimento tenha sido um pouco menor do que nos outros anos, o segmento dá claros sinais de estabilidade mesmo neste momento de maior retração da economia. Outro ponto que precisa ficar claro é que esta negociação busca repor as perdas salariais de 2015, a categoria teve seu salário corroído e precisa ser reparado, afinal o lucro do setor é oriundo desta força de trabalho”, afirmou Neto.

A próxima rodada de negociação está prevista para acontecer na próxima quarta-feira, 03, às 14h. Até lá, o presidente do Seprosp indicou que realizará uma nova assembleia com os empresários para discutir possíveis avanços na proposta.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ