Spotify pode pagar até US$ 30 milhões em direitos autorais

O serviço de streaming de música Spotify fechou um acordo sobre royalties não pagos aos editores de música dos Estados Unidos. A quantia pode chegar a US$ 30 milhões.

No acordo com o National Music Publishers’ Association, a empresa terá de desembolsar entre US$ 16 milhões e US$ 25 milhões em direitos autorais, além de US$ 5 milhões de um “fundo bônus”.

Em troca, as produtoras podem optar em não avançar com os processos de violação de direitos autorais. No ano passado, uma ação coletiva foi movida contra a empresa pedindo US$ 150 milhões pela distribuição de conteúdo protegido.

Além disso, o Spotify pode atrair de volta para o seu serviço artistas como Adele e Taylor Swift que tiveram conflitos com a empresa em relação aos termos de royalties impostos.

Via Fortune

 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ