Telebrás nega fusão que formaria "Petrobras de TI"

A assessoria de imprensa da Telebras emitiu hoje uma nota oficial negando sua participação em debates sobre uma possível fusão com outras duas grandes empresas estatais de TI, a Serpro e a Dataprev. Segundo a empresa, a ideia não faz parte de seu planejamento.

O esclarecimento veio após rumores de que as três empresas pretendiam se reunir pra debater uma possível fusão. O processo criaria uma empresa estatal de tecnologia da informação e telecomunicações com mais de 7 mil funcionários e capital superior a R$ 5 bilhões.

Na nota, a Telebras afirma ainda que "não vê impedimento" a "celebrar parcerias com qualquer empresa estatal, desde que atenda aos interesses institucionais da empresa [presumivelmente a Telebras]", sugerindo que uma cooperação com outras estatais pode ainda acontecer.

A Telebras é a empresa responsável pela infraestrutura de internet do governo federal e pela gestão do plano Nacional de Banda Larga. Numa possível fusão com a Dataprev e a Serpro, a empresa resultante poderia oferecer soluções de TI e telecomunicações completas ao governo.

A Serpro e a Dataprev, por sua vez, já desenvolveram juntas uma solução de software para gerenciar as folhas de pagamento dos mais de 1,2 milhões de funcionários públicos ativos da União.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ