Telebrás nega fusão que formaria "Petrobras de TI"

A assessoria de imprensa da Telebras emitiu hoje uma nota oficial negando sua participação em debates sobre uma possível fusão com outras duas grandes empresas estatais de TI, a Serpro e a Dataprev. Segundo a empresa, a ideia não faz parte de seu planejamento.

O esclarecimento veio após rumores de que as três empresas pretendiam se reunir pra debater uma possível fusão. O processo criaria uma empresa estatal de tecnologia da informação e telecomunicações com mais de 7 mil funcionários e capital superior a R$ 5 bilhões.

Na nota, a Telebras afirma ainda que "não vê impedimento" a "celebrar parcerias com qualquer empresa estatal, desde que atenda aos interesses institucionais da empresa [presumivelmente a Telebras]", sugerindo que uma cooperação com outras estatais pode ainda acontecer.

A Telebras é a empresa responsável pela infraestrutura de internet do governo federal e pela gestão do plano Nacional de Banda Larga. Numa possível fusão com a Dataprev e a Serpro, a empresa resultante poderia oferecer soluções de TI e telecomunicações completas ao governo.

A Serpro e a Dataprev, por sua vez, já desenvolveram juntas uma solução de software para gerenciar as folhas de pagamento dos mais de 1,2 milhões de funcionários públicos ativos da União.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ