Tesla compra SolarCity e pode investir em carros movidos a energia solar

A fabricante de carros elétricos Tesla anunciou ontem que a sua proposta de comprar a empresa SolarCity - a maior fabricante e instaladora de painéis solares dos Estados Unidos - foi aprovada pelos seus acionistas. Segundo o Recode, o acordo foi fechado por meio de permutas de ações das empresas.

Essa combinação das duas empresas pode apontar para um futuro projeto da Tesla de desenvolver tecnologia de energia solar para seus carros elétricos. A empresa já possui produtos focados em energia solar para abastecer casas, e vê na aquisição da SolarCity um passo importante para poder expandir a distribuição e a pesquisa desses produtos.

Aquisição turbulenta

Quando a Tesla revelou sua intenção de adquirir a SolarCity, o anúncio foi mal visto pelos investidores das empresas. Isso porque Elon Musk, o dono da Tesla, era também acionista majoritário da SolarCity, e o dono da SolarCity, Lyndon Rive, é seu primo. Por isso, de acordo com o USA Today, julgava-se que haveria um conflito de interesses na transação. 

Outro problema, no entanto, é que os acionistas acreditaram que trazer a Tesla para junto da SolarCity podia atrapalhar o desempenho da empresa que produz painéis solares. Isso porque a Tesla até hoje tem problemas em se tornar lucrativa. Musk, no entanto, pretende inaugurar em breve uma fábrica gigantesca e aumentar em dez vezes a produção de carros da Tesla, o que, segundo ele, tornará a empresa lucrativa.

Vantagens

De qualquer maneira, Musk afirmou em seu anúncio inicial que a união das duas empresas poderia gerar cerca de US$ 150 milhões em economias para as empresas apenas no primeiro ano. Além disso, a sinergia entre ambas deve facilitar o desenvolvimento de sistemas de abastecimento elétrico por energia solar para tudo, desde casas até carros, segundo Musk.

"Não podemos fazer isso se a Tesla e a SolarCity forem empresas diferentes, e é por isso que precisamos uní-las e quebrar as barreiras inerentes ao fato de serem empresas diferentes", disse o CEO da Tesla. "Que elas sejam diferentes, apesar da origem comum e de perseguir o mesmo objetivo de energia sustentável, é em grande parte um acidente da história", concluiu.

Levar energia solar para carros e casas não é a única meta ambiciosa de Musk. Ele é também CEO da SpaceX, e recentemente revelou um plano para levar humanos até Marte a partir de 2024. Musk também foi o principal idealizador do Hyperloop, um sistema de transporte que combina vácuo e levitação magnética para criar trens que chegam a 1.200 km/h.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ