Uber vende seus negócios na Ásia após perder US$ 1 bilhão por trimestre

A Uber anunciou, nesta segunda-feira, 26, que está vendando o seu negócio no sudeste da Ásia para a rival Grab, baseada em Singapura. Conforme relata a Bloomberg, a decisão foi tomada após a empresa perder mais de US $ 1 bilhão por trimestre em 2017 e precisar desacelerar suas ambições de crescimento. Não foi divulgado o valor da aquisição.

Com a venda, a Grab irá assumir todas as operações da Uber em uma região de 620 milhões de pessoas, incluindo o serviço de entrega de alimentos UberEats, e passará a dominar os países Singapura, Indonésia, Filipinas, Malásia, Tailândia, Vietnã, Mianmar e Camboja. Já a Uber ganha uma participação de 27,5% na Grab e coloca seu CEO, Dara Khosrowshahi, no conselho de administração da companhia.

Para a Uber, deixar de administrar seu próprio negócio no sudeste da Ásia é uma forma de reduzir as perdas antes de uma oferta pública inicial, que está planejada para 2019. Por outro lado, também marca o último passo da empresa de sair de uma das regiões mais valiosas do mundo, uma vez que vendeu seus negócios na China para a rival Didi em 2016.

Além disso, a Uber Uber transformou suas operações na Rússia em uma nova joint venture com a Yandex, uma gigante russa da Internet. O CEO, Dara Khosrowshahi, sinalizou durante uma viagem pela Ásia no mês passado que está comprometido com outros mercados importantes, como o Japão e a Índia. 

Segundo informações do Ars Technica, o Uber tinha US$ 6,6 bilhões em dinheiro em meados de 2017. Mesmo com uma injeção de US$ 1,25 bilhão no final do ano passado, a empresa ficará sem verba no início de 2019 se continuar perdendo dinheiro a uma taxa de US$ 1 bilhão a cada três meses.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ