Venda de PCs no Brasil despenca quase 40% entre abril e junho

O mercado brasileiro de PCs continua encolhendo a passos largos. De acordo com a consultoria IDC, entre abril e junho de 2015 houve uma queda de 38% nas vendas de computadores no país. Do 1,6 milhão de dispositivos vendidos, 600 mil eram desktops (41% a menos do que o registrado entre os mesmos meses em 2014) e 1 milhão de notebooks (redução de 37% em relação ao ano anterior). 

“Os números estão abaixo de nossa projeção e as vendas estão bastante estagnadas em ambos os mercados. A cotação da moeda americana impacta todo o elo de produção de um computador. Com o mercado estagnado como está, muitos fabricantes estão investindo em outras categorias de produtos”, explica Pedro Hagge, analista de pesquisas da IDC Brasil.

Para ele, a diminuição é reflexo da desaceleração da economia brasileira, do desemprego em alta e dos recentes casos de corrupção envolvendo grandes empresas do país. O cenário faz com que as pessoas não queiram contrair dívidas, não só de PCs, mas de bens duráveis.

Esperança

Hagge acredita que o 3º trimestre, puxado pelas promoções da Black Friday, pode ajudar a aquecer o mercado. “Em anos anteriores, no Brasil, linhas recém-lançadas eram vendidas por preços muito atrativos, algo que não deverá ocorrer em 2015". A previsão da IDC é de que até o final do ano sejam vendidos 7, 4 milhões de PCs, uma queda de quase 30% em relação a 2014.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ