Venda de PCs no Brasil o pior resultado dos últimos 10 anos

Dados divulgados pela consultoria IDC nesta quinta-feira, 17, revelam que entre julho e setembro, o mercado de PCs vendeu 1,6 milhão de computadores, 37%. Segundo os analistas da companhia, o período, normalmente bastante aquecido, foi extremamente negativo. O valor é o menor registrado desde o segundo trimestr de 2005, quando foram vendidos 1,5 milhão de dispositivos.

“O resultado de vendas está de acordo com as nossas projeções e reflete a situação econômica e política do país. E podemos até comemorar que a receita caiu apenas 7% frente ao mesmo período de 2014. Mesmo vendendo menos, o ticket médio ficou em R$ 2.341, o que representa um acréscimo de 49% de um ano para cá”, afirma Pedro Hagge, analista de pesquisas da IDC Brasil. Segundo ele, o mercado de PCs está registrando quedas seguidas desde 2012.

Do total de computadores vendidos, foram 993 mil notebooks e 607 mil desktops.

2015 fraco
A estimativa da IDC é de queda de 37% nas vendas até o final de 2015 e de 12% na receita. Para 2016, a previsão é de que haja um declínio ainda maior, motivado pelo fim da Lei do Bem. "Na comparação com os outros dispositivos, certamente o PC será o mais afetado pelo fim da medida provisória”, declara Hage.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ