Vendas de smartphones no Brasil caem 13% entre abril e junho

Mais de 11 milhões de smartphones foram vendidos no Brasil entre abril e junho de 2015, o que representa uma média de 86 aparelhos por minuto. Apesar disso, em comparação com o mesmo período do ano passado, quando o número de vendas chegou a 13 milhões de unidades, o mercado sofreu uma queda de 13%.

As informações são da pesquisa Mobile Phone Tracker Q2, feita pelo instituto IDC Brasil. O levantamento também inclui os celulares convencionais, os chamados feature phones, que tiveram 936 mil unidades vendidas no segundo trimestre deste ano - uma queda de 78%.

"Os problemas na economia, a inflação acima de 9%, a taxa de desemprego crescente e o índice de confiança do consumidor, que está em um patamar pior do que durante a crise de 2009, são os fatores responsáveis pelo mau desempenho. O cenário piora a cada mês e acredito que não haverá recuperação breve", diz Leonardo Munin, analista de pesquisas da IDC Brasil.

Ainda de acordo com o estudo, não há perspectiva de melhora para o restante do ano. O mercado pode ganhar algum fôlego no Natal e na Black Friday (27 de novembro), mas a expectativa da IDC Brasil é de que 50 milhões de smartphones sejam vendidos até o fim de 2015, número que é 8% menor do que o volume comercializado em 2014.

Reinaldo Sakis, gerente de pesquisa da IDC, lembra a proposta de medida provisória apresentada pelo governo que promove um aumento nos impostos sobre computadores, tablets e celulares fabricados no Brasil. "A arrecadação extra de R$ 6,7 bilhões em 2016 que o governo espera com essa medida será menor, pois a expectativa para o ano que vem já é de desaceleração", diz.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ