Vendas de vestíveis devem crescer 17% em 2017

A venda de dispositivos vestíveis vai crescer quase 17% em 2017, e a receita gerada pelo setor vai chegar a US$ 30,5 bilhões. É isso o que diz um novo relatório da consultoria Gartner sobre o mercado de wearables no mundo.

A estimativa da Gartner é que os smartwatches representem quase um terço da receita do setor - US$ 9,2 bilhões devem ser gerados com a venda de 41,5 milhões desses dispositivos. A consultoria também prevê uma explosão de smartwatches nos próximos anos, com 80,96 milhões de dispositivos vendidos no ano de 2021.

Outros produtos considerados na categoria "vestíveis" pela Gartner incluem aparelhos para usar na cabeça, como os óculos de realidade virtual, fones de ouvido Bluetooth, câmeras vestíveis, pulseiras inteligentes, relógios esportivos e outros tipos de monitores de atividades físicas.

Em relação aos dispositivos para a cabeça, a Gartner acredita que ainda vai demorar um tempo até eles se tornarem uma tecnologia popular. "A baixa adoção atual de consumidores mostra que o mercado ainda está na infância, não que não tenha potencial de longo prazo", disse a diretora de pesquisa da Gartner Angela McIntyre. A expectativa é que eles representem 7% das vendas de vestíveis em 2017.

Já os fones de ouvido Bluetooth devem crescer nos próximos anos, muito devido à retirada do conector convencional de fone de ouvido de smartphones, o que deve motivar muita gente a comprar um fone sem fio. "Até 2021, acreditamos que quase todos os smartphones premium não terão o conector de 3,5 mm", explicou McIntyre. Assim, a previsão da consultoria é que os 150 milhões de fones de ouvido Bluetooth vendidos em 2017 se transformem em 206 milhões em 2021.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ