WhatsApp tem 900 milhões de usuários e somente 50 funcionários; entenda como

No início de setembro, o WhatsApp atingiu a marca de 900 milhões de usuários ativos, um aumento de 100 milhões de pessoas em apenas 5 meses. Com números impressionantes e uma boa expectativa de crescimento para os próximos anos, o aplicativo chama bastante atenção pelo número de engenheiros responsáveis por seu funcionamento: 50.

Mas como é possível manter uma estrutura imensa com poucos profissionais? De acordo com o engenheiro de software da companhia, Jamshid Mahdavi, o segredo é dividido em três estratégias. Saiba quais são elas: 

1. Linguagem minimalista
O WhatsApp usa a linguagem de programação Erlang e um sistema chamado FreeBSD. Os dois funcionam de maneira bastante simples e rápida. "É uma maneira completamente diferente de construir uma infraestrutura em grande escala. Foi uma surpresa muito grande ver a abordagem minimalista, que apenas solucionava os problemas que precisavam ser resolvidos", explica Mahdavi.

Outra vantagem da Erlang é a possibilidade de de implantar atualizações no código enquanto ele está sendo executado, o que significa que não é preciso tirar o app do ar durante atualizações. Além do WhatsApp, aplicativos como o WeChat e o Whisper utilizam a linguagem.

2. Profissionais adaptáveis
Apesar de simples e rápida, a linguagem tem suas desvantagens. Poucos programadores sabem Erlang e, mesmo que tenham o conhecimento, é difícil saber unir as noções com o que é feito hoje em dia. O Facebook, por exemplo, desenvolveu o Messenger baseado na linguagem, mas teve que refazê-lo para incorporá-lo à estrutura da rede social à medida que ela crescia.

O WhatsApp, no entanto, não está preocupado com isso. "Nossa estratégia de recrutamento é encontrar os melhores e mais brilhantes engenheiros. Nós não contratamos alguém especificamente por saber Erlang. Depois de contratada, a pessoa passa uma semana se familiarizando com a língua e aprendendo a aplicá-la ao trabalho. Se contratarmos pessoas inteligentes, elas serão capazes de fazer isso", conta Mahdavi.

3. Sem reuniões
Quando questionado sobre o segredo da empresa, o engenheiro de software responde que quase nunca há reuniões. "A lição número um é ser focado no que você precisa fazer. Não nos distraímos com outras atividades, tecnologias e até mesmo atividades do escritório, como reuniões".

Via Wired

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ