Semi Metalic Disc: alternativa mais barata aos CDs

Com crescente disseminação do MP3, um outro formato pode dar sobrevida às mídias físicas

Links:
Serviço de música online do Google

Com a crescente disseminação do MP3 e diversos outros formatos de música digital, a indústria fonográfica “respira por aparelhos” já há algum tempo. Nos últimos anos, as vendas de CD despencaram em todo o mundo. Mas um novo conceito pode dar certa sobrevida ao setor. Inventado pelo sertanejo Ralf, este é o SMD, ou Semi Metalic Disc.

Não se trata de nenhuma revolução tecnológica. Aliás, o SMD é muito parecido com o CD que já conhecemos. A principal diferença está na metalização parcial do disco, no conceito e, claro, no preço do produto.

"Precisava de um novo produto para ter um novo preço, porque o CD estava muito caro. Então, pensamos em semi metalizar na mesma plataforma que é o CD. Diminuimos a parte metálica e criamos um novo produto", conta o músico Ralf.   

Registrado no Ministério da Ciência e Tecnologia, o SMD tem preço fixo obrigatório que deve estar impresso na embalagem: cinco reais. O processo de semi-metalização, ou seja, metal apenas nas faixas em que há gravações, já reduz o custo de fabricação em 30% em relação ao CD. Além disso, o disco vem em um envelope como este e não naquelas tradicionais caixinhas de acrílico.   

Para se ter uma idéia, um artista gasta, em média, 10 mil reais para executar a prensagem mínima de mil CDs; já com o SMD, dá para prensar a mesma quantidade por algo em torno de mil e quatrocentos reais.  

"Não é que diminuiu e ninguém recebe. É tudo proporcional. Os impostos e direitos autorais são pagos, porém é proporcional aos R$ 5", explica Ralf.   

A idéia é que o SMD seja uma forma de o artista independente – sem qualquer patrocínio – ter seu disco lançado. Hoje, mais de 10 mil músicos ou bandas já usam este novo formato. Com a redução do preço em quase 80% fica mais fácil vender o produto, além de ser uma forma de combater a pirataria.  

"As pessoas precisam aprender isso. Pela quantidade que é feito de SMD por artista, acaba compensando. Hoje 25 mil discos já é disco de ouro. O primeiro disco do Christian e Ralf em SMD, em oito dias, teve 200 mil discos vendidos", lembra Ralf. 

Alfredo Gallinucci, gerente de contas da Microservice, conta que a qualidade do SMD é igual à do CD, diferente do MP3, que, normalmente, perde qualidade de som.   

O SMD pode armazenar até 60 minutos de música, algo em torno de 16 a 18 músicas. E já existem também versões semi-metalizadas para DVD e mídias de videogame.   

Se você quiser conhecer mais detalhes sobre o SMD  clique no link que acompanha essa matéria. 

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ