Compartilhe com seus seguidores
A A A

Polícia de São Paulo ganha sistema de reconhecimento facial

Vinicius Szafran, editado por Liliane Nakagawa 29/01/2020 20h12

A partir de hoje, a Polícia Civil de São Paulo será capaz de cruzar, além de impressões digitais, dados de reconhecimento facial. Isso será possível com a inauguração do Laboratório de Identificação Biométrica - Facial e Digital, localizada na sede do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt.

Segundo o governo do estado, a novidade permite maior confiabilidade e agilidade na produção de provas técnicas. O Sistema de Identificação Automatizada de Impressões digitais possui um banco de dados com cerca de 30 milhões de registros biométricos, que serão interligados a mais dados de outras plataformas.

De acordo com a Polícia Civil, o reconhecimento facial não será utilizado isoladamente como prova. Na verdade, ele será linkado a outros procedimentos da instituição. Dessa maneira, será o conjunto de informações que determinará se o suspeito praticou um delito, e não apenas o reconhecimento facial.

privacidade biometria reconhecimento facial polícia Governo de São Paulo São Paulo laboratório cruzamento de dados
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você